Faixa Atual

Título

Artista

Atual

Serpa Terra Forte

09:00 09:59

Atual

Serpa Terra Forte

09:00 09:59

Background

Alentejo pioneiro com a construção da Central de Valorização Orgânica

Escrito por em Fevereiro 7, 2023

Arrancaram esta segunda-feira as obras de construção da Central de Valorização Orgânica (CVO), dedicada ao tratamento dos biorresíduos recolhidos selectivamente.

A Central de Valorização Orgânica, a construir no Aterro Intermunicipal de Vila Ruiva/Cuba, conta com um investimento total que ascende a 8,5 milhões de euros.

O presidente do Conselho da Associação de Municípios do Alentejo Central – AMCAL – João Português, reforçou em conversa com a Planície que o dia de ontem foi ” um dia histórico” e “muito importante para a AMCAL com o início das obras de construção da Central de Valorização Orgânica. Vai ser a única no Alentejo dedicada ao trabalho de biorresíduos recolhidos selectivamente.

Este é um projecto extremamente importante, com um investimento bastante avultado e que vai permitir aos municípios alocados à AMCAL, ter uma solução de biorresíduos com capacidade anual de processamento de 10.000 toneladas”.

A CVO é assumida como um projecto “estruturante para a AMCAL”. Do processamento das toneladas, cerca de “2.500 poderão resultar em composto de alta qualidade, utilizado nas diferentes situações de usos nas região, desde logo na agricultura e afins”, ressalvou o presidente. Com este investimento, sublinhou, a associação é a “única no país com um sistema de resíduos que funcionam desta forma” e “vai marcar no futuro esta associação como pioneira na recolha de biorresíduos e resíduos selectivos”.

Alinhado com as políticas que têm sido desenvolvidas e implementadas na área de intervenção dos cinco municípios associados, o projecto pretende ainda dotar as populações com as melhores soluções técnicas. Por um lado, permitir o aumento da preparação para a reutilização, reciclagem e da qualidade dos recicláveis valorizados e, por outro, a redução significativa da deposição de resíduos urbanos em aterro.

“Trata-se de um esforço conjunto que visa a melhoria da sustentabilidade ambiental e da qualidade de vida desta região, através do desenvolvimento de uma solução de proximidade”, mencionou a AMCAL.

Esta unidade irá receber os biorresíduos recolhidos selectivamente nos concelhos de Alvito, Cuba, Portal, Viana do Alentejo e Vidigueira, cuja obrigatoriedade está prevista até 31.12.2023.