A tocar

Título

Artista

No ar

No ar

Background

Provedor da Santa Casa de Serpa de saída do cargo

Escrito por em Dezembro 28, 2022

Em entrevista exclusiva à Planície, o Provedor da Santa Casa de Serpa, António Sargento, explica as razões da saída do cargo.

As eleições para os órgãos sociais da Santa Casa da Misericórdia de Serpa aconteceram dia 09 deste mês, com a tomada de posse marcada para dia 04 de Janeiro. O Provedor, António Sargento, não se recandidatou por decisão própria e por achar que chegou a “hora de ir para outros projectos familiares e pessoais”, com o que considerou de “missão cumprida” à frente da instituição.

Na entrevista exclusiva que concedeu à Planície, António Sargento fez uma reflexão sobre o mandato nos últimos anos à frente da Santa Casa da Misericórdia de Serpa.
Começou por referir que esta foi uma “decisão a título pessoal”, num mandato “muito duro”, onde afirmou que na fase mais conturbada, “foi impensável virar costas a este grande desafio. Foi a “tempestade perfeita” com uma pandemia, uma inflação que não deu tréguas, com uma crise política e uma guerra à porta da Europa. Foram muitos os acontecimentos que sucederam, mas tinha a certeza que ia até ao fim, honrando o compromisso, o mandato e o juramento que fiz com verdade e respeito”.

No seu “encerrar de ciclo”, o médico espera para as IPSS – Instituições Particulares de Solidariedade Social, que “vivam melhores momentos que é para isso que devemos lutar sem atacar”.
Por agora considerou que chegou “o momento de outros darem continuidade e de eu ir à minha tranquilidade”.
Sem novos projectos profissionais para já, o Provedor da Santa Casa de Serpa, decidiu não se recandidatar ao cargo.