A tocar

Título

Artista

No ar

No ar

Background

CHEGA de Beja indigna-se contra reunião de autarcas do distrito com Pedro Nuno Santos

Escrito por em Novembro 9, 2022

A presidente da Distrital de Beja do partido Chega, Ana Moisão expressou a sua “tristeza e indignação”, com o resultado da reunião de autarcas socialistas e representantes da CIMBAL, com o ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos.    

Na opinião do Chega, a “realidade” da reunião, passou por ver que “mais uma vez as acessibilidades à capital do Baixo Alentejo e sobretudo ao aeroporto de Beja ficam aquém do que esperávamos”. Isto porque, “existe uma clara contrariedade incompreensível com o projecto de electrificação da linha ferroviária Beja/Casa Branca, que no documento entregue pelo primeiro-ministro António Costa em Bruxelas incluía a concordância ao aeroporto de Beja no mesmo projecto”.

Sobre a recente reunião, a responsável do Chega, afirmou que o ministro anunciou que os projectos vão ser concretizados “separados”, o que “não faz sentido algum pois o financiamento da obra incluía as duas componentes”.

Refere também que no encontro, não foi feita “nenhuma referência à electrificação do troço Beja/Funcheira, com o respectivo estudo de viabilidade incluindo o Ramal de Aljustrel e as Minas Neves Corvo, sendo apenas mencionada uma hipotética ligação directa Beja/Lisboa”, daqui a 30 anos.

No que diz respeito à rodovia, “o cenário não é melhor, tendo sido confirmada a já anunciada anteriormente, renovação do IP8, com as circulares de Figueira de Cavaleiros e Beringel, como aproveitamento de alguns traçados da A26, sem ser feita nenhuma alusão à conclusão da mesma”.

Como conclusão, o assunto do “desinteresse do Aeroporto Internacional de Beja como complemento a Lisboa pelo ministro, que não só frisou isso mesmo, como travou todo e qualquer projecto de acessibilidade ao aeroporto que possa encurtar o trajecto entre Beja e Lisboa” e ainda que “possa servir de argumento em defesa da opção Beja como aeroporto complementar a Lisboa”.

A presidente da Distrital do Chega mostrou o seu desagrado quando “os interesses envolvidos na construção de um novo aeroporto sobrepõem o interesse nacional e o desenvolvimento da região de Portugal mais fustigada pela esquerda”.

As acessibilidades ou a falta delas no Baixo Alentejo, voltam a estar na ordem do dia para o partido de André Ventura.