A tocar

Título

Artista

No ar

Discos Pedidos

10:15 11:59

No ar

Discos Pedidos

10:15 11:59

Background

Município e Paróquias de Moura reforçam ajuda às famílias em situação vulnerável

Escrito por em Outubro 24, 2022

O aumento do custo de vida, exige medidas de apoio às famílias mais vulneráveis do concelho de Moura. A maior parte do orçamento do agregado, é destinado para a alimentação, com o preço dos bens essenciais a subir cada vez mais.

Para colmatar essas necessidades, a autarquia local já tem desde há algum tempo, implementada a iniciativa o “Prato Quente”. A vereadora Lurdes Balola ressalvou os números desta ajuda. “Neste momento, beneficiam 22 famílias nas freguesias do concelho e 11 na localidade de Moura. Não registamos nesta data um aumento de procura deste apoio. Contudo, estamos preparados para acomodar um acréscimo”, caso se venha a verificar.

A questão da saúde é outra problemática para quem vive em condição vulnerável, nomeadamente para a aquisição de medicamentos. O Abem – Rede Solidária do Medicamento, é outro dos serviços importantes prestados pelo município e neste momento não está completo, ou seja”, “tem vagas por preencher”. Destina-se a “famílias que possam ter elementos com doenças crónicas e necessitam de medicamentos permanentemente”, observou a vereadora.

Além destas iniciativas, que são uma ajuda a quem mais precisa, existe ainda um outro tipo de apoio prestado em condições específicas. A autarca explicou do que se trata. “Quando a família está numa situação frágil de falta de emprego ou apresenta recursos insuficientes de despesas como renda de casa, ou compra de medicamentos, ou de bens essenciais”, numa situação mais urgente para fazer face às despesas fixas.

Ao nível da educação, os benefícios são direccionados aos alunos e às famílias, com as Actividades de Animação e de Apoio à Família na Educação (AAAF), onde são asseguradas as refeições às crianças, em situações mais especiais. “Para quem tem justificação de horários de trabalho e quem necessita que os filhos tenham este apoio em permanência. A criança pode fazer a refeição na escola e mediante o escalão, assim é o apoio que o município dá. As crianças do escalão A não têm despesas”.

Esta importante medida na opinião de Lurdes Balola, “permite que haja uma resposta permanente às famílias carenciadas na alimentação dos seus filhos”.

Para além da autarquia, também as Paróquias de Moura contribuem para minimizar os efeitos da crise da comunidade do concelho. O Padre José Manuel assegurou que “ajudam essencialmente no aspecto da roupa, porque nós também vivemos daquilo que nos fornecem e felizmente, há muita gente que canaliza para nós a roupa que já não usa”. Depois de feita a selecção do vestuário, é distribuído no Centro Paroquial de Moura.

Pontualmente, a paróquia presta o seu apoio “com medicamentos ou alimentos, fruto de donativos que nos vão dando”, sublinhou o pároco.

Tanto o município como as Paróquias de Moura, têm um papel essencial no combate à pobreza do concelho, com medidas de ajuda que fazem a diferença na vida de quem mais precisa.