A tocar

Title

Artist

No ar

No ar

Background

Médicos recém-formados recebem mais 60% se trabalharem no Alentejo

Escrito por em Junho 30, 2022

Um dos principais incentivos do Governo para resolver o problema da falta de médicos de saúde na região do Alentejo, é aumentar a remuneração em 60% dos especialistas de Medicina Geral e Familiar, no caso de trabalharem em zonas de “cobertura por médico de família inferior à média nacional, cerca de 86,7%”, segundo dá conta o Jornal de Notícias.

Num território carente de especialistas como é o caso do Alentejo, a medida apresentada, pode solucionar algumas limitações até agora existentes para quem vive na região.

Sabe-se que está previsto o envio de cerca de 400 médicos de família para a região de Lisboa e Vale do Tejo, de acordo a secretária de Estado da Saúde, Maria de Fátima Fonseca, em visita ao Centro de Saúde de Sete Rios, em Lisboa. O membro do Governo anunciou ainda que também há vagas na zona do Alentejo e do Algarve.

A medida que se prevê urgente para resolver o problema da falta de médicos de família, mostrou que há 1,4 milhões de utentes sem acesso à especialidade.