A tocar

Title

Artist

No ar

No ar

Background

Orçamento do Estado 2022: “não prevê investimento para o distrito” – João Dias do PCP

Escrito por em Maio 3, 2022

O Orçamento do Estado 2022 (OE) foi aprovado na generalidade, apenas com votos a favor do PS. O PCP, o PSD, o CHEGA, a IL e o BE votaram contra, com abstenções do PAN e do LIVRE.

O deputado do Partido Comunista Português, João Dias, eleito na Assembleia da República pelo círculo eleitoral de Beja, pronunciou-se sobre o assunto e lamentou, que o distrito de Beja “continue sem resposta”.

João Dias começou por dizer que este Orçamento, “pouca diferença fez do apresentado no final de 2021 e que o PCP já tinha votado contra, porque o mesmo não respondia às necessidades que se colocariam este ano”.

O deputado referiu que já havia informação sobre o aumento do custo de vida, “independentemente da guerra (da Ucrânia), que só veio agravar a situação que já estava colocada aos portugueses”.

Além do aumento dos “combustíveis, dos bens de primeira necessidade como os cereais, o pão e a fruta”, o documento não responde aos serviços públicos, “em especial na área da saúde, com a necessidade da “fixação de mais médicos e mais enfermeiros, para responder às consultas e aos exames”, argumentou João Dias.

O enfermeiro mostrou ainda o seu descontentamento sobre o OE não mencionar “aumentos salariais dignos e o aumento de pensões. O Governo não se compromete com isso, prefere ficar a apoiar o patronato, deixando as pequenas, micro e médias empresas”.

Sobre o distrito de Beja, o documento do Governo “não tem resposta. Continua sem qualquer tipo de investimento, nem o tão anunciado Plano de Recuperação e Resiliência”, assegurou João Dias.

O próximo passo do PCP é “apresentar propostas para responder às dificuldades que os portugueses estão a passar” no OE de 2022, que seguiu para discussão na especialidade durante os próximos 30 dias, com a votação final global marcada para 28 de Maio.