A tocar

Title

Artist

No ar

No ar

Background

Ovibeja 2022: Música, concursos, agricultura e alimentação sustentável

Escrito por em Abril 21, 2022

Começa hoje a 38ª edição da Ovibeja e prolonga-se até ao dia 25 deste mês, com o tema “Como Alimentar o Planeta”, este que é um dos maiores eventos de agricultura e agropecuária da região Sul e que este ano, espera receber cerca de 100.000 visitantes ao longo dos cinco dias. 

O director-geral da ACOS (Associação de Agricultores do Sul), Claudino Matos, entidade organizadora do evento, ressalvou à Planície que a mensagem que se pretende passar com a escolha do tema, é uma preocupação futura: “Como é que nós agricultores com menos recursos e uma população em crescimento exponencial, vamos conseguir responder às necessidades alimentares da população?”.

Com a pergunta no ar, Claudino Matos falou do destaque que a agricultura vai ter no evento: “Queremos demonstrar com uma exposição interactiva, que a agricultura é talvez a actividade que mais impactos tem com as alterações climáticas. Estamos a atravessar um ano de seca e provavelmente vamos passar por outras alterações, mas neste momento é esta que nos preocupa”, adiantou.

Durante os dias de feira, além do cartaz com os artistas Blaya, Pedro Abrunhosa e Paula Fernandes, entre muitos outros, estão marcadas várias iniciativas como concursos e colóquios.

Os temas a evidenciar estão relacionados com o futuro da agricultura, a sustentabilidade ambiental, a digitalização e as práticas agro-ecológicas.

Contudo, um dos debates mais importantes realiza-se no dia 23, Sábado, às 10h30, no Auditório ACOS, no Pavilhão Terra Fértil e lança o mote para o tema da Ovibeja 2022: “Como Alimentar o Planeta?”. Esta conferência organizada pela ACOS, tem como oradores a Secretária Adjunta da FAO – Organização das Nações Unidas para a Alimentação, os professores catedráticos António Serrano e Paulo Portas, o director do Laboratório Colaborativo InnovPlantProtect, Pedro Fevereiro, com moderação do jornalista director do jornal Público, Manuel Carvalho.