A tocar

Title

Artist

No ar

No ar

Background

A ZEC de Moura/Barrancos “não serve os interesses da região” Álvaro Azedo

Escrito por em Abril 8, 2022

No passado dia 1 de Abril, terminou o processo de Consulta Pública referente ao Plano se Gestão da Zona Especial de Conservação (ZEC) de Moura Barrancos.  A Câmara Municipal de Moura, juntamente com a Cooperativa Agrícola de Moura- Barrancos e a Associação de jovens Agricultores do Concelho de Moura, participaram activamente no processo e formularam uma participação conjunta.

O Município de Moura em comunicado enviado à nossa redacção, refere que terminado que foi este processo, verificou-se que o “envolvimento das entidades” no mesmo, “ficou muito aquém do esperado”.

O presidente da autarquia mourense Álvaro Azedo disse à Planície que “a câmara e os parceiros, estamos neste processo há bastante tempo, não é só agora que falamos da questão da ZEC Moura-Barrancos. Nos últimos 4 anos, temos vindo a trabalhar, nas questões que têm a ver com a Rede Natura no nosso território”.

O edil referindo-se ao encerramento da Consulta Pública sublinha “falando concretamente neste absurdo, ficou muito aquém do esperado, não serve os interesses da região, da nossa economia e muito menos os interesses, daqueles que fazem mover o concelho, que são os nossos agricultores”.

E adianta que “nós tivemos uma consulta dirigida em Abril do ano passado e, das medidas que foram apresentadas, eram 15, agora em Consulta Pública apresentam 22, são mais 7 do que na altura. O Plano apresentado já era grave, agora este ainda é pior”.

Álvaro Azedo salienta ainda que “não há uma estratégia de financiamento. No Plano é completamente inexistente. Isso é gravoso, não só para os agricultores como para o concelho”.

Terminada que está esta fase, o presidente da autarquia de Moura sublinha que “não vamos ficar parados. Agora tivemos a participação na discussão pública e vamos procurar reunir com os grupos parlamentares com assento na Assembleia da República, com as respectivas tutelas e não deixaremos passar em claro, esta profunda afronta fundamentalista contra o nosso território”.

Recordamos que o Plano de Gestão das Zonas Especiais de Conservação (ZEC) de Moura, tem uma área na Unidade Territorial (UT) de 32.648,2 hectares, o que corresponde a 34,1% da proporção da UT ocupada. De Barrancos, a área na UT é de 8.672,9 hectares, correspondentes a 51,5% da proporção da UT ocupada pela área da ZEC, em Rede Natura.