A tocar

Title

Artist

No ar

Miga-lhe Sopas

09:00 11:59

No ar

Miga-lhe Sopas

09:00 11:59

Background

Concelho de Moura: Pessoas vítimas de violência doméstica em 2021

Escrito por em Abril 5, 2022

Numa altura em que a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) divulgou o seu relatório anual de 2021, a Planície falou com a Associação de Mulheres Moura Salúquia sobre os últimos dados de violência doméstica no concelho de Moura e foram contabilizadas 19 pessoas em acompanhamento o ano passado e seis, já este ano.

Uma das psicólogas da associação de Moura, Ana Lúcia Pestana, referiu a importância do acompanhamento das vítimas de violência doméstica feitas pela entidade: “Além do trabalho a nível de acolhimento das vítimas de violência doméstica e apoio a nível social, psicossocial, informativo e jurídico, é neste contexto que fazemos no nosso concelho, esse acompanhamento”.

Os dados mostram que no ano de 2021, “tivemos 19 pessoas em acompanhamento, todas elas mulheres e em 2022, até à data, temos já 16 processos em acompanhamento, só de mulheres. Sabemos que a violência atinge particularmente as mulheres, mas é usual nós acompanharmos diversas situações de homens vítimas”, destacou a psicóloga.

Ana Lúcia Pestana considerou ainda que este “número pode parecer significativo, mas não corresponde à realidade, porque há um número significativo de pessoas que demora, que não pede ajuda e que vive estas situações sem ter o auxílio de alguém ou de uma instituição”.

A responsável da entidade, aproveitou esta ocasião para fazer um pedido a quem sofre calada/o: “Faço o apelo para que recorram a uma entidade que preste apoio nesta área, nomeadamente na Associação de Mulheres Moura Salúquia. O nosso apoio é gratuito e confidencial e o nosso papel, é promover um acompanhamento próximo das situações de violência doméstica”.

A considerar que os dados disponibilizados pela APAV em 2021, referentes a processos de apoio desenvolvidos presencialmente, por telefone e online, pelos 75 serviços de proximidade que integram a associação, revelaram o apoio directo a 15.617 pessoas, num total de 75.445 atendimentos nos vários serviços de proximidade, entre eles: Gabinete de Apoio à Vítima, Equipas Móveis de Apoio à Vítima, Polos de Atendimento em Itinerância, Sub-Redes Especializadas e Casas de Abrigo, Sistema Integrado de Apoio à Distância e Linha Internet Segura.

A APAV, que presta apoio em parceria com autoridades e entidades nacionais e internacionais, atendeu por semana uma média de 175 mulheres, 28 crianças, 35 homens e 31 pessoas idosas. De todos os crimes e situações de violência doméstica registadas pelos serviços, os crimes contra as pessoas representam mais de 90% do total de dados.

Realça-se que no concelho de Moura, foram contabilizadas 19 pessoas em acompanhamento o ano passado e seis, já este ano, segundo a Associação de Mulheres Moura Salúquia.