A tocar

Title

Artist

No ar

No ar

Background

Orçamento: PS diz que CDU “atrasou o desenvolvimento do concelho de Moura”

Escrito por em Março 15, 2022

Com a abstenção e reação dos comunistas à aprovação do Orçamento e GOP para 2022, na última Assembleia Municipal de Moura, o PS diz que a postura da CDU “atrasou o desenvolvimento do Concelho”.

Em comunicado enviado à Planície a Comissão Política do PS Moura critica a postura dos eleitos da CDU, que depois de chumbaram a proposta de Orçamento e GOP para 2022 em coligação com o CHEGA em final de Dezembro de 2021, “vêm agora (três meses depois) tentar justificar o injustificável” dizem os socialistas.

A informação do PS salienta que para a CDU “não existe diálogo. Existem imposições” destacando as afirmações dos seus responsáveis. Realçando ainda que o “único propósito sempre foi o de retardar e obstaculizar o trabalho do executivo PS”, e acusam os eleitos comunistas de serem “lobos disfarçados de cordeiros”.

No comunicado é ainda mencionado algumas obras que estão a avançar e o pagamento atempado dos compromissos do Município de Moura.

O Presidente da Câmara de Moura, Álvaro Azedo, reforçou a posição do partido, em conversa com a Planície e diz ter havido uma tentativa da CDU de “prejudicar o trabalho deste executivo”, no dia 28 de Dezembro, altura em que o Orçamento e as Grandes Opções de Plano foram apresentadas, “mas fomos trabalhando com esse chumbo, no sentido de agilizarmos os nossos projectos, de uma forma que permita ao concelho desenvolver-se. Sem fazer aquilo que no passado era prática corrente: criar dívida, criar dificuldades e deixar os problemas para os outros resolverem no futuro”.

Por outro lado, o presidente da autarquia mourense, afirmou que apelou ao diálogo: “Deixámos a porta entreaberta para dialogarmos e conseguirmos alguns consensos, coisa que nós fizemos”.

Com a aprovação dos documentos, “verificou-se que tinha sido muito fácil na reunião que antecedeu o chumbo do Orçamento, em Dezembro, chegar a um acordo, bastava que a oposição assim o quisesse. A CDU continua a ter este comportamento de lobo disfarçado de cordeiro e diz que quer dialogar, fazer uma oposição construtiva, mas aquilo faz diariamente, quer na Câmara, quer na Assembleia Municipal, é prejudicar o trabalho deste executivo e retardar tudo o que seja processos em andamento”.

Este é o momento, segundo Álvaro Azedo, de “virar a página e trabalhar para que estes projectos se consolidem e acima de tudo, demos à população do nosso concelho muitas alegrias, com o trabalho que estamos a desenvolver de forma honesta, de forma comprometida”. E deixou uma promessa: “Quem vier para esta casa no futuro, não tenha de passar pelas mesmas dificuldades de quando aqui chegámos”.

O Presidente da Câmara de Moura, reforçou a posição do PS sobre a aprovação do Orçamento e GOP (Grandes Opções de Plano) para 2022, na última Assembleia Municipal de Moura e referiu em conversa com a nossa redacção, que houve uma tentativa da oposição de “arrastar o máximo possível o Orçamento e Plano para este ano”, mas que chegou a altura de “virar a página”.