A tocar

Title

Artist

No ar

No ar

Background

Moura: GOP e ao Orçamento para 2022 – Reacções de Álvaro Azedo, André Linhas Roxas e Cidália Figueira

Escrito por em Dezembro 16, 2021

As reacções à aprovação das Grandes Opções do Plano (GOP) para 2022-2026 e do Orçamento para 2022, documentos aprovados ontem em reunião de Câmara, tal como a Planície noticiou, são distintas.

O presidente da Câmara Municipal de Moura, Álvaro Azedo, afirmou à Planície que o Orçamento é um documento “forte, sólido, para cumprir e que obriga a que tenhamos todo o sentido de responsabilidade agora em Assembleia Municipal. Temos toda a expectativa que seja aprovado”. Já o vereador da CDU, André Linhas Roxas, partido que votou contra os documentos mencionados, referiu que “foi com grande desagrado e grande desilusão que os eleitos da CDU verificaram que as Grandes Opções do Plano (GOP) e o Orçamento levam o nosso concelho de mal para pior”. A vereadora independente, Cidália Figueira, absteve-se “no sentido de dar uma oportunidade para que se ponha em prática aquilo que já estava a decorrer, como é o caso da obra da Igreja de São João Baptista”.

Uma das intervenções descritas no Orçamento é a transferência de poderes que Álvaro Azedo fez questão de explicar: “Este Orçamento tem o cariz de trazer para a esfera do município de competências do Estado para a pessoa da Câmara Municipal de Moura na área da educação e na área social, do qual não podemos fugir. No próximo ano, tem de ser formalizada e tem de fazer parte da gestão do nosso quotidiano”.

Nesse sentido, André Linhas Roxas destacou que esperava que o Orçamento “servisse o município”, mas o que está mencionado, na opinião do vereador da CDU “não é nada mais do que ilusão, que espelha obras e invenções que vêm de trás e promessas que vão muito além do que é a política centralista do Governo”.

Em nota de imprensa enviada à Planície, os vereadores eleitos pela CDU em Moura, reforçam que o voto contra da Coligação Democrática Unitária “deve impulsionar o PS a assumir as suas responsabilidades e permite a oportunidade de apresentar um novo documento, que consubstancie realmente os anseios e os desejos dos nossos conterrâneos e que não se limite a aplicar as “ordens” do poder central, extravasando-as e condenando-nos todos a uma gestão de dia a dia. A CDU manterá uma linha de oposição séria, positiva e construtiva ao serviço dos interesses das populações do concelho de Moura. Existe uma política alternativa, pela qual continuaremos a pugnar”.

No caso de Cidália Figueira, apesar de ter abstido, mostrou que a sua posição pode vir a mudar: “Se continuarem no bom caminho, da minha parte terão a concordância e o voto a favor”, destacou a vereadora independente.

As Grandes Opções do Plano (GOP) para 2022-2026 e o Orçamento para 2022 seguem assim, para reunião de Assembleia Municipal.